Solidário

solidario

“Na história da humanidade (e dos animais também) aqueles que aprenderam a colaborar e improvisar foram os que prevaleceram.” (Charles Darwin)

Os coordenadores do Projeto Herpetus, Sandra Sakamoto e Thiago Angeli, acreditam que as informações têm que ser acessíveis a todo público, não importa o credo, a condição social ou financeira dos participantes. Têm consciência também de que o contato com animais, tem o dom de alegrar, e estimular quem assiste as apresentações:

“O animal tem a capacidade de despertar sentimentos nobres nas pessoas como:
afeto, companheirismo, fidelidade e respeito, funcionando como uma espécie de catarse!” comenta Sandra.

E mais: “Quando alguém tem contato com um animal, principalmente o silvestre que é cercado de mistério e de histórias, e passa a conhecê-lo, esta pessoa tem sua visão de mundo transformada. Sua mente se abre para novas experiências de vida!” completa Thiago.

bicho pauPara que mais e mais cidadãos (principalmente das classes menos abonadas) tenham
oportunidade de conhecer este trabalho de conscientização e preservação da biodiversidade com foco em Educação Ambiental, os coordenadores decidiram criar: Projeto Herpetus Solidário – de humano para humano. Onde periodicamente serão organizadas palestras de caráter filantrópico e onde serão dadas também oportunidades para que indivíduos de baixo poder aquisitivo possam participar de outras ações como: eventos gratuitos e organização dos mesmos, manejo de animais de
cativeiro, saídas de campo…

É a equipe do Projeto Herpetus contribuindo com o bem-estar social, além do bem-estar animal.